03 julho 2015

Tentativa de Homicídio Qualificado Solucionado pela Força Tática da PM em Humaitá-AM, Veículo Roubado e Arma de Fogo são Recuperados


Em Humaitá-AM, por volta das 12h20min de ontem, dia 02 de Julho, ocorreu uma tentativa de homicídio contra a vida do cidadão Zenon Antônio de Paula Rocha, alvejado por um tiro de uma arma de fogo calibre 38, disparado pelo marido de sua ex-esposa Maria Aparecida Neves da Silva, chamado Rosinaldo Dias Almeida.

Rosinaldo foi quem efetuou os 04 (quatro) disparos contra Zenon, a mando de sua esposa, mas somente um dos disparos acertou o abdômen da vítima, que imediatamente foi recambiado ao hospital regional de Humaitá.

O crime aconteceu no Km-01 da BR-230 sentido Humaitá-Apuí, outro lado da balsa, e seguida ambos fugiram em direção ao Km-180, sendo alcançados pela Força Tática da PM e abordados em revista minuciosa, sendo recuperado a arma de fogo do crime co numeração raspada, bem como recuperado o veiculo Gol, cor cinza, placa JXT-7205, que Rosinaldo conduzia que é roubado.


Mais uma vez os Policiais Militares do 4º BPM empenhando-se ao máximo no desenrolar das ocorrências de grandes proporções em Humaitá-AM, também houve apoio das viaturas e guarnições do Km-180 e da viatura do setor 7 no desfecho até a entrega da 8ª DIH para a lavratura do flagrante.

Espera-se que ambos respondam por tentativa de homicídio qualificado, posse de veículo roubado, e porte ilegal de arma de fogo.  

Fonte: Blog do Leão  

26 junho 2015

Ex-Policial Militar Sofre Tentativa de Assalto em Manaus-AM

DANIEL GAMA
Os órgãos de imprensa no Brasil não divulgam notícias relativas à atentado contra policiais militares como faz quando um policial comete algum erro no Exercício Regular da Profissão. Não ataca o meliante como faz com o policial; não discute melhorias para o sistema de segurança pública; não se enaltece com qualquer ação positiva do serviço policial, etc. E acima de tudo, o policial atingido não tem o menor apoio dos integrantes dos Direitos Humanos, os quais servem à defesa dos criminosos, menos aos familiares das vítimas da violência, e aos vitimados. E muitas das vezes, o próprio Estado, o relega como mercadoria de troca.
Os agentes policiais, civis ou militares, federais ou estaduais, são os responsáveis pelo exercício da atividade de segurança pública e necessitam dos meios e dos instrumentos que sejam essenciais para a realização de suas atividades. Se fazendo necessário que se tenha proteção por parte do Estado, contra qualquer tipo de atentado à vida no exercício da função ou não, bem como, seus familiares. O que já é sinalizado com a aprovação da PLC, nº 19 de 2015, um avanço significativo.
A violência é generalizada, mas a punição contra os marginais da lei, e do bom convívio social, não! A justiça é pífia, cega e demorada! E o cidadão é trancafiado em grades, sob vigilância de câmeras e muros com cercas elétricas, reféns da impunidade, e dos conceitos que teimamos em disseminar nas páginas dos jornais, país afora, e nos gabinetes políticos. Uma verdadeira parafernália de distorções que afligem os profissionais em segurança, e toda a sociedade.
Mapa da Violência de 2014, descreve um crescimento de 112,2%, do ano de 2002/2012, somente no Amazonas, entre jovens. Só em Manaus/AM, em 2012, tivemos 1.052 homicídios, alta de 0,6%; e de 2002/2012, ficou em 113%, uma situação epidêmica, e fora de controle. A velocidade com que a violência surge é assustadora, não dando tempo para que as Leis e as políticas públicas, falhas e muitas das vezes, inexistentes, sirvam de remédio para a diminuição da criminalidade praticadas por menores de idade.
Para engrossar essa estatística, às 07:00h, do dia 24 de junho de 2015 (Quarta-feira), no Bairro Cidade Nova, próximo à Agência da Caixa Econômica Federal, o ex-policial militar, DANIEL GAMA, sofreu uma Tentativa de Assalto, por dois infratores, menores de idade, que portavam Arma Branca (Faca peixeira), por sorte sua, e também por deter o conhecimento técnico em COMBATE COM FACAS (Operações Especiais), dotado do tirocínio policial, reagiu e conseguiu desarmar os meliantes, e mesmo assim, foi atingido no lado esquerdo do peito, de raspão, após esquivar-se do golpe. Fato este não noticiado na imprensa amazonense, haja vista, ser um ex-policial militar, ou seja, tratando-se de polícia alvejado, não lhes rende a notícia.
Como se vê, o labutador do serviço diário contra a criminalidade, o policial, não está seguro, nas mãos do Estado, imagine a população. Brincar de prender e soltar, é uma brincadeira para pessoas inocentes e puras, que ainda, não sabem dos reflexos para a vida cotidiana. Mas, brincar de prender e soltar, por pessoas adultas, em nome do Estado, é uma violência contra o cidadão de bem, encarcerado e vitimado pela ineficiência das políticas de segurança pública de faz de conta, um justiça realmente cega, capenga. Isso tudo aliado à uma imprensa livre, insensata, com apenas direitos de informar, mas sem compromisso com a sociedade e instituições estatais, com o patriotismo, e com amor ao BRASIL!
Fonte: Edilany Morais via O Humaythaense

22 junho 2015

Boqueiro da Olária é Preso pela PM

IMG-20150622-WA0000Hoje (22/06), por volta das 02h da madrugada, a guarnição da Força Tática do 4º BPM, juntamente com o apoio da viatura do setor 6, realizou a prisão em flagrante delito do nacional Cleviano Souza Pintopela prática de mercancia de drogas e responderá por tráfico de entorpecentes no município de Humaitá-AM.
A ocorrência iniciou-se quando os Policiais Militares da Força Tática (receberam uma denúncia via celular da viatura), informando que o cidadão Cleviano, estaria comercializando entorpecentes próximo a quadra do bairro da Olária.
IMG-20150622-WA0001[1]As guarnições deslocaram-se até o local e efetuaram a abordagem padrão ao cidadão denunciado, em seguida durante a busca pessoal, foram encontradas 15 (quinze) porções de substância supostamente entorpecente de cor amarela “pasta base de cocaína”.
Diante dos fatos foi dado voz de prisão e o mesmo foi conduzido ao 8ª DIH com sua integridade física e moral preservada onde serão tomadas as providências cabíveis.
Fonte: Blog do Leão

19 junho 2015

Traficante ‘Lúcia do 180’ é Presa em Operação da Polícia Civil e PRF

Ao chegarem à residência da conhecida traficante, os policiais a encontraram sentada em sua varanda vendendo seus entorpecentes, portando várias porções de crack
Ao chegarem à residência da conhecida traficante, os policiais a encontraram sentada em sua varanda vendendo seus entorpecentes, portando várias porções de crack (Divulgação )
Na manhã da última quarta-feira, 17/06, o Distrito de Santo Antônio do Matupi, que fica no KM 180, da BR-230 (Transamazônica) recebeu uma operação conjunta deflagrada por Policiais Civis da Delegacia Interativa de Humaitá, comandados pelo delegado Marcus Rezende, e Policiais Rodoviários Federais do Núcleo de Operações Especiais (NOE), sob o comando do inspetor Getúlio Azevedo. Foram efetuadas várias prisões e apreensões, dentre elas, mais uma vez, foi presa a senhora indígena Lúcia da Silva Lacerda, a “Lúcia do 180”, conhecida traficante de drogas com forte atuação na região.
Além do flagrante dos crimes de Tráfico de Drogas e Associação para o Tráfico de Drogas, “Lúcia do 180” também foi flagranteada pela prática dos crimes de Posse Ilegal de Arma de Fogo de Uso Proibido, Rufianismo, Exploração Sexual de Menores e Crimes Ambientais contra a Fauna.
Ao chegarem à residência da conhecida traficante, os policiais a encontraram sentada em sua varanda vendendo seus entorpecentes, portando várias porções de crack. Junto havia mais dois homens e uma indígena de apenas 17 anos, que, segundo informações, era explorada sexualmente pela traficante Lúcia, em sua boate erótica chamada “Esquina Country”, que não tem alvará de funcionamento. No local, mulheres maiores e menores cobravam pelos programas entre R$ 50 a R$ 150.
Dentro da residência de Lúcia foram encontrados: um revólver calibre 38, com numeração raspada e cinco munições intactas; farto material para embalar drogas, cobras mortas dentro de potes de vidro; patas decapitadas de jacarés, além de quatro enormes televisores em LED, um PlayStation 4, vários eletrodomésticos e dez botijas de gás, cujas origens Lúcia não soube explicar nem mesmo apresentou as notas fiscais de compras.
“Nós já havíamos planejado entrar no Km 180, pois precisávamos investigar em que condições ocorreu um homicídio, no domingo (31) retrasado. Porém, durante a madrugada desta quarta-feira (17), uma das ‘mulas’ de Lúcia foi presa e a coisa tomou uma proporção maior do que imaginávamos. Tudo que o traficante relatou acabou se confirmando. Na cidade, recebemos ainda denúncias de veículos clonados e outros documentação e motores adulterados”, disse o delegado Marcus Rezende.
Quando chegaram a uma serraria da cidade, em busca de informações sobre a denúncia que haviam recebido, de uma caminhonete com adulteração do motor, os policiais ficaram espantados com a enorme quantidade de veículos cujas procedências eram da cidade de São Gonçalo, no Rio de Janeiro, inclusive a própria caminhonete do motor trocado.
A operação acabou recolhendo para a Delegacia de Humaitá 4 veículos: uma caminhonete Nissan Navara, de cor preta e com placas paraguaias BDA 156; um Volkswagen Gol, de cor branca e placas LQM 8356; uma caminhonete Chevrolet S-10 cabine dupla, cor prata e placas OGQ 6790 e uma Toyota SW4, também de cor prata e placas KVP 8178, a do motor trocado.
Com o condutor da Nissan Navara, que foi abordado na altura do Km 150, foram encontrados mais de R$ 13.500. O motorista, que tem dupla nacionalidade, não soube explicar a quantidade exata, a origem e o motivo de estar carregando tanto dinheiro. Em razão de sua condição irregular para trafegar com o veículo paraguaio no Brasil e da origem inexplicável do dinheiro, Dirley acabou sendo conduzido para a Delegacia de Polícia Civil de Humaitá, a fim de prestar esclarecimentos.
Segundo o chefe do Núcleo de Operações Especiais da Polícia Rodoviária Federal, Getúlio Azevedo, “entre tantos outros crimes, a região do Matupi é um ninho de veículos furtados, adulterados e clonados. Só não recolhemos mais veículos por falta de motoristas policiais para os conduzirem até Humaitá. Os proprietários foram autuados pela PRF e notificados a comprovarem suas regularidades”, finalizou o inspetor.
As operações conjuntas entre ambas as polícias vêm dando certo em Humaitá e, por isso, também se farão presentes em Santo Antônio do Matupi. "Voltaremos várias outras vezes, com a mesma surpresa, porém com mais efetivo e tecnologia para passarmos mais dias no KM 180", disse o chefe do NOE.
Fonte: A Crítica
Grifo Nosso: Muito bem, diante de tanta "vista grossa e subserviência", foi necessário a PC e PRF intervir no Km-180, pois a malandragem estava livre e sem incomodo algum, terra sem lei, e se essa "Lúcia do Km-180" abrir a boca então, muitos caírão por terra. 

18 junho 2015

Posto de Combustível é Roubado em Humaitá-AM


Na madrugada de hoje em Humaitá-AM, por volta das 05h00min, o cidadão infrator Renato Brito Prestes, 21 anos foi preso em flagrante delito, pela prática de roubo, art. 157 do CPB, o crime ocorreu quando Renato deslocou-se até o posto de combustível ATEM, na BR-230 e rendeu o frentista que tirava plantão e sob ameaça de estar armado exigiu todo o dinheiro apurado.

O frentista assustado e com medo do cidadão infrator Renato, realmente estar armado, acabou entregando a quantia de R$ 1.029,00 reais, e este acionou um taxista que passava na hora pelo local que chamou a Polícia Militar, repassou as características e iniciou-se então as buscas.


De imediato, as guarnições sob o Comando do Tenente PM Relvas, realizaram o cerco e Renato foi localizado pela Força Tática e a viatura do setor 4, na Rua Benjamin Constat no bairro São Sebastião, e as demais viaturas do S. A., setores 5, 6 e 7, isolaram as adjacências para capturá-lo.

Renato, possivelmente sob efeito de drogas, tentou empreender fuga pulando o muro da vizinhança, sofrendo com isso hematomas e escoriações, e foi preso em flagrante portando consigo o material do roubo, que foi recuperado e entregue na 8ª DIH para os procedimentos cartorários de praxe e devolução à gerência do Posto ATEM.

Vale salientar, que esta já é a 4ª vez que Renato é preso pela mesma prática deste crime, e o volume usado na  cintura para amedrontar o frentista tratava-se de um celular, no qual Renato pôs a mão para simular uma arma. Esta foi mais uma resposta imediata da Polícia Militar, 4º BPM à sociedade humaitaense, esperamos respeito e reconhecimento pelo empenho no trabalho.

Fonte: Blog do Leão  

17 junho 2015

Drogas são Apreendidas pela Força Tática e Viaturas dos Setores 4 e 5 em Humaitá-AM


Hoje por volta das 02h45min da madrugda, as guarnições de serviço do 4º BPM/Humaitá-AM, fizeram a apreensão de cerca de 288 gramas de substância supostamente entorpecente, tipo Crack, em operação realizada pela Força Tática e viaturas dos setores 4 e 5 em Humaitá-AM.

A ocorrência deu-se através de denúncia anônima de que um cidadão trazia consigo no interior de um ônibus que vinha de Porto Velho-RO para Humaitá-AM, e ao ser abordado no Km-08 da BR-319, foi encontrado com João Ribeiro de Carvalho, escondida dentro de dois invólucro plástico, toda a droga.


João Ribeiro, recebeu voz de prisão e foi conduzido até a 8ª DIH para a lavratura do flagrante onde responderá por tráfico de drogas, art. 33 da Lei 11.343/2006.

Fonte: Blog do Leão 

09 junho 2015

Foragido do Compaj é recapturado em Humaitá-AM

Foragido do Compaj é recapturado em Humaitá



                          Foragido do Compaj é recapturado em Humaitá. (Foto: Divulgação)


O delegado adjunto da Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Humaitá, Marcus David Gomes de Rezende, deu voz de prisão a Felipe Carvalho de Melo, 21, foragido há seis meses do regime semiaberto do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), localizado na BR-174, zona Rural de Manaus, onde ele cumpria pena por tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo.

Felipe foi preso por volta das 17h de segunda-feira, 8, ao comparecer à unidade policial para fazer uma declaração de endereço. De acordo com Marcus Rezende, o deslocamento do detento está sendo providenciado. “Solicitei a transferência do infrator para o Compaj, para que ele termine de cumprir pena. Informarei à Vara de Execuções Penais para que tomem as providências necessárias para a remoção”, disse.


Conforme o delegado Marcus Rezende, Felipe aproveitou o benefício da saída temporária de 35 dias, concedido em 1° de dezembro de 2014 pela juíza Mirza Telma de Oliveira Cunha, da Vara de Execuções Penais (VEP), em razão do bom comportamento que apresentava, para se esconder em Humaitá, município distante 590 km em linha reta de Manaus.


Assim que tomamos conhecimento desta situação, de que Felipe estava foragido do sistema carcerário da zona Rural de Manaus e que havia fugido para Humaitá, demos início às investigações. Tão logo descobrimos onde ele estava, providenciamos uma situação para que ele fosse recapturado. No momento em que Felipe compareceu à delegacia fui logo dando voz de prisão”, explicou a autoridade policial.

*Fonte: Jornal de Humaitá