21 outubro 2014

José Melo - Governador !!! O Amazonas Merece o Melhor







Por que eleger José Melo ? O governador do POVO
A trajetória de José Melo é uma história de superação e sucesso através da educação e do trabalho. Com quarenta anos de vida pública, José Melo é chamado até hoje de professor, graças a sua grande paixão pela educação. Melo já fez muita coisa pelo Amazonas, mas ainda vai fazer muito mais.
 José Melo nasceu a 7 de setembro de 1946, em Eirunepé, na calha do rio Juruá. É o segundo dos seis filhos do seringueiro Jurandir e de Dona Osmarina. Desde pequeno, acostumou-se a acordar cedo para ajudar o pai no sustento da casa. Levantava-se de madrugada – um hábito que mantém até hoje. 
Em Eirunepé, não havia médicos nem escolas. Na busca de uma vida com mais oportunidades para os filhos, em 1957 a família se mudou para Manaus – numa viagem de barco que durou 45 dias.
 Em Manaus, a família lutou muito, para que os filhos estudassem e vencessem na vida. José Melo fazia sua parte: trabalhava de dia, vendendo frutas, e estudava de noite. Em 1967, entrou para a Faculdade de Economia da UFAM – e, enquanto estudava, deu aulas no colégio Estelita Tapajós. Formou-se economista, mas foi dando aulas que descobriu sua grande vocação: ser um educador. E, depois que a educação entrou em sua vida, não saiu mais.
Foi através da educação que José Melo ingressou na vida política – e, nesse encontro das águas, fez muita coisa pelo Amazonas. Começou em 1984, como servidor do Ministério do Ministério da Educação e Cultura. Pouco depois, graças a sua grande dedicação ao trabalho, foi convidado para ser Secretário Estadual de Educação.
 Era sua chance de fazer pela educação o que ela tinha feito por ele. José Melo ajudou a equipar as escolas do Estado, sobretudo as do interior – muitas delas não tinham sequer carteiras. Numa iniciativa pioneira, também garantiu uniforme e material escolar gratuitos para todos os estudantes da rede estadual. José Melo foi duas vezes Secretário de Educação do Estado e Secretário de Educação da Prefeitura de Manaus. Entre suas iniciativas, destaca-se o empenho em investir na formação superior dos professores, através de cursos de pós-graduação na UEA.
José Melo também teve destaque como parlamentar. Elegeu-se Deputado Federal em 1994, reelegendo-se quatro anos depois como o mais votado. Mas, como homem apaixonado pelo Amazonas, não ficou satisfeito com a vida em Brasília. De volta a Manaus, assumiu a Secretaria de Interior – o que lhe deu a oportunidade de conhecer todos os municípios do Estado, praticamente morando num barco durante dois anos.
Em 2002, elegeu-se Deputado Estadual – o terceiro mais votado daquele ano. Oito meses depois de sua posse, assumiu a Secretaria de Governo, e nela permaneceu até 2010, quando foi convidado para ser vice-governador, na chapa de Omar Aziz.
Além da votação recorde (mais de dois terços dos votos), o governo de José Melo e Omar Aziz se destacou por mudar o jeito de governar o Amazonas, colocando em primeiro lugar as pessoas – e não as grandes obras. Junto com Omar, José Melo teve a oportunidade de continuar a trabalhar pela educação: valorizou os professores, mais do que dobrou o número de escolas em tempo integral e levou o ensino mediado por tecnologia a milhares de alunos em todo o Estado.
Governador desde abril de 2014, sempre mostrando ser “bom de serviço”, José Melo é agora candidato à reeleição. Para continuar ajudando o Amazonas a avançar – para poder fazer muito mais por nossa gente.
No 1º turno José Melo conquistou 43,04% conquistando 707.151 votos válidos, contra 43,17% e 709.058 votos de seu adversário, indo para o 2º turno das Eleições no Amazonas, Melo então conquistou novos aliados e mais partidos o apoiam, tá na hora do povo amazonense escolher bem seu governador. 
Fonte e Foto: Melo90

Aécio Neves - Presidente 2014 !!! É o Melhor para o Brasil e o Amazonas


Por que votar em Aécio Neves ? 

Aécio Neves da Cunha, nascido (Belo Horizonte, em 10 de março de 1960), é um economista e político brasileiro, filiado ao Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB). 

Foi o décimo sétimo governador de Minas Gerais entre 1º de janeiro de 2003 a 31 de março de 2010, sendo senador pelo mesmo estado. Aécio é o candidato de seu partido à presidência do Brasil na eleição de 2014.
Natural de Belo Horizonte, Aécio é graduado em economia pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais. É neto do ex-presidente Tancredo Neves, com quem adquiriu suas primeiras experiências políticas. 

Em 1987, iniciou o seu primeiro mandato como deputado federal pelo estado de Minas Gerais, exercendo o cargo até 2002, totalizando quatro mandatos. Presidiu a Câmara dos Deputados no biênio de 2001-2002, renunciando ao cargo em dezembro de 2002. 
Aécio Neves, foi eleito governador de Minas Gerais em 2002. Como governador, teve bons índices de aprovação e foi reeleito na eleição de 2006, tendo desta vez a maior votação já registrada no estado. 

Renunciou ao cargo de governador em março de 2010, a fim de concorrer ao senado federal, sendo substituído pelo seu vice, Antônio Anastasia. Nas eleições de 2010, foi eleito o senador com a maior votação do Estado. Assumiu o cargo em 1º de fevereiro de 2011 e, em 2013, foi escolhido presidente nacional do PSDB. 

No 1º turno das Eleições 2014, o candidato Aécio Neves, obteve cerca de 34,8 milhões de votos ficando com 33,55% dos votos válidos, contra 43,2 milhões e 41,5% de  suas adversárias. Suas realizações estão disponíveis em seu site oficial, bem como suas propostas para a Segurança Pública.


Fonte e Foto: Wikipedia e Site Oficial Aécio Neves

14 outubro 2014

Concurso Agente da Polícia Federal 2014 – Inscrições abertas!

Inscrição para o Concurso de Agente da Polícia Federal
Foto: Comunicação Social da PF/MS
Já estão abertas as inscrições para o concurso de Agente da Polícia Federal 2014. São 600 vagas com exigência de nível superior em qualquer área. As provas serão aplicadas no dia 21 de dezembro, e além de disciplinas na área jurídica (Direito Penal, Administrativo, Processual Penal etc), também exige conhecimentos em Economia, Contabilidade e Redação. Clique aqui para fazer sua inscrição no site da Cespe/Unb!
Fonte e Foto: Abordagem Policial

As críticas à eleição de candidatos policiais

As críticas à eleição de policiais
As últimas eleições para deputado estadual e federal destacaram um fenômeno claro: cada vez mais policiais são eleitos para as assembléias legislativas nos estados e para a Câmara Federal. De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral, iniciam o mandato em 2015 cerca de 15 deputados federais e 40 deputados estaduais ex-policiais, que de algum modo atuarão discutindo polícia e segurança pública. É um sinal claro de que há uma mobilização entre os integrantes da categoria visando defender seus interesses.
Tão logo esse crescimento eleitoral dos policiais foi detectado, surgiram polêmicas, críticas e discursos manifestando medo sobre a orientação conservadora que esses deputados levariam ao debate político. Alguns questionam, desesperados, por que essas pessoas estão recebendo votação tão expressiva. Ao analisar esse contexto, desconsideram os policiais como trabalhadores, como carentes de representação política que lutem pelos seus anseios e necessidades.
Não há nada de negativo em policiais escolherem seus representantes. Quem reivindica polícias e policiais conscientes do seu papel democrático deveria entender que a participação ativa do cidadão policial no mais simbólico dos eventos da democracia, as eleições, é algo importantíssimo. Para efeito de curiosidade, apenas em 1988 isso foi possível para os praças das polícias militares, antes proibido por todas as demais constituições. Policiais que votam e são votados e têm direito à liberdade de expressão (ainda não garantida pela legislação brasileira aos PMs) são pressupostos básicos para que as polícias se compreendam cidadãs.
“CONSIDERAR QUE POLICIAIS ELEGEREM SEUS REPRESENTANTES É NEGATIVO É PREGAR POLÍCIAS MENOS DEMOCRÁTICAS”
Em grande parte das polícias brasileiras há um sentimento de abandono entre os policiais em relação às suas necessidades trabalhistas. Às vezes faltam condições básicas e segurança para a realização das missões. Como qualquer outro servidor público sabe, há limites institucionais até mesmo para fazer valer a lei, principalmente quando isso gera ônus financeiro para os governos. Neste cenário, não adianta apelar para a bondade dos patrões (os governos), mas sim ter maneiras efetivas de reivindicação e exposição dos problemas.
Uma pergunta: quais candidatos e candidatas não policiais se ocupam de maneira efetiva com essas questões?
Concordo plenamente com as críticas feitas a candidatos policiais que demagogicamente sustentam o discurso do “bandido bom é bandido morto”, que defendem políticas de segurança recheadas de repressão arbitrária e trágica (para os próprios policiais, inclusive). Mas ao mesmo tempo é bom lembrar que esse discurso tem sido vendido não apenas a policiais, mas também a outros setores da sociedade que defendem políticas de “mão dura” – e também votam nesses pregadores do faroeste.
Do ponto de vista democrático, não seria justificável negar o direito ao voto à população brasileira por eleger candidatos como Collor ou Sarney. Da mesma forma, boa parte dos futuros deputados policiais brasileiros não me representa, mas é democrático que a tropa os eleja. Considerar que policiais elegerem seus representantes é negativo é pregar polícias menos democráticas, e é da mesma orientação de quem critica os nordestinos por escolherem este ou aquele candidato.
Fonte e Foto: Abordagem Policial

06 outubro 2014

Platiny Soares - Eleito Deputado Estadual no Amazonas - Praças da PMAM nós Vencemos !




Quando falamos em renovação política, tratamos deste tema com excelência, onde o jovem revolucionário Platiny Soares Lopes (PV) nº 43.190, que venceu as eleições 2014 concorrendo como candidato à deputado estadual no Amazonas em 2014, tem uma bagagem invejável e que preocupa seus adversários, obteve a votação de 26.987 votos válidos, ficando na 10ª posição dos mais votados, em Humaitá-AM Platiny Soares obteve 698 votos.


Platiny Soares Lopes (PV) nº 43.190, possuía grandes chances de ser eleito por sua categoria, já confirmada em pesquisas, a categoria de Praças da PMAM, o tem como verdadeiro representante da classe, por ser corajoso, assumir responsabilidade e lutar por inúmeros benefícios para sua categoria, que aumentarão em breve.



O cidadão amazonense, então eleito deputado estadual Platiny Soares Lopes (PV) nº 43.190, apoiado pelos Praças, que confiam nele, onde esta classe depositou seus desejos, sonhos, pois queríamos vê-lo na ALEAM para nos representar e levar nossa voz na conquista dos objetivos, conte conosco Platiny. Abaixo segue a emoção de Platiny Soares, após a confirmação da vitória...


"Muito obrigado a todos os que acreditaram nessa luta, graças a todos vocês conseguimos vencer essa batalha. Não posso negar minha emoção neste momento. Estou sem palavras para expressar a explosão de sentimentos neste dia 05 de outubro. Prometo não decepcioná-los em meu mandato. Muito mudará e para melhor. Vamos juntos brigar por mais mudanças! Meu mandato pertence aos senhores e farei de tudo para valorizar todos os Praças da Policia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar bem como a sociedade."

Platiny Soares


JUNTOS SOMOS FORTES! 

Fonte e Foto: Seção de Comunicação Blog do Leão 

01 outubro 2014

Polícia Federal abre Concurso de Agente 2014

Concurso Polícia Federal 2014
Foto: Agência Brasil 

A Polícia Federal lançou o edital do concurso com 600 vagas de agente. As inscrições estarão abertas a partir do dia 6 de outubro no site da Cespe/Unb, organizadora do certame. 

A tendência é que a concorrência seja bastante acirrada, já que a PF acaba de conquistar o aumento salarial que leva seus agentes a ganhar mais de R$ 9.000 mil reais a partir de janeiro de 2015. Muitos policiais militares e civis costumam fazer esse tipo de concurso, visando mudar de carreira.seguro viagem eua

Fonte e Foto: Abordagem Policial

19 setembro 2014

10 Motivos para Votar no Futuro Deputado Estadual: Platiny Soares (PV) nº 43.190


Quando falamos em renovação política, tratamos deste tema com excelência, onde o jovem revolucionário Platiny Soares Lopes (PV) nº 43.190, candidato à deputado estadual no Amazonas em 2014, tem uma bagagem invejável e que preocupa seus adversários.

De acordo com algumas pesquisas de intenção de voto, Platiny Soares Lopes (PV) nº 43.190, possui grandes chances de ser eleito por sua categoria, que o tem como verdadeiro representante de classe, por ser corajoso e lutar por inúmeros benefícios para sua categoria.


Veja os 10 motivos que te levam a conhecer e votar em Platiny Soares Lopes (PV) nº 43.190 para Deputado Estadual no Amazonas:

1. É jovem, carismático, inteligente, sincero, destemido, honesto e corajoso.

2. Possui nível superior (Direito), conhece a legislação e os trâmites legais.

3. Esteve presente no seio da tropa da PMAM como praça e sabe das necessidades e anseios.

4. Lutou pelos direitos da categoria, até ser expulso da Corporação e reintegrado legalmente.

5. Possui em  sua campanha 18 (dezoito) propostas/projetos a serem efetivados na ALEAM.

6. A tropa de praças da PMAM e seus familiares confia e acredita no seu trabalho.

7. Liderou o movimento em prol da elaboração e aprovação da Lei de Carreira dos Praças juntamente com a APEAM.

8. É articulado, não pensa só em si, luta pela classe, conhece o caminho das pedras e onde deve-se chegar em acordos com o governo para conquistar benefícios.

9. Faz uma campanha limpa e pautada na honestidade e simplicidade, e será o verdadeiro representante dos praças da PMAM.

10. Sabemos que com Platiny Soares (PV) nº 43.190 eleito, nossos anseios e sonhos serão alcançados, chega de enganação.

Candidato à deputado estadual Platiny Soares Lopes (PV) nº 43.190, os Praças confiam em ti, depositaremos nossos desejos, queremos vê-lo na ALEAM para nos representar e levar nossa voz na conquista dos objetivos, conte conosco.

Fonte e Foto: Seção de Comunicação Blog do Leão 

16 setembro 2014

Um coronel, três majores e dois capitães presos

Apreensão feita pelo Ministério Público na operação. Foto: SESEG
Apreensão feita pelo Ministério Público na operação. Foto: SESEG-RJ
Chamou a atenção do país a operação desencadeada conjuntamente pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO) do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, pela Secretaria de Segurança Pública e pela Corregedoria-Geral da Polícia Militar, onde 24 policiais militares foram presos, entre eles o Coronel PMERJ Comandante de Operações Especiais e mais três majores e dois capitães.
Confira detalhes da operação, que aponta para a existência de um esquema de corrupção bastante sofisticado:
O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO) do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, a Secretaria de Segurança Pública e a Corregedoria-Geral da Polícia Militar deflagram, nesta segunda-feira (15/09), em vários pontos do Rio, a Operação Amigos S.A., para desmantelar quadrilha formada por pelo menos 24 policiais militares que integravam o 14° BPM (Bangu), inclusive os integrantes do Estado-Maior, e exigiam pagamento de propina de comerciantes, mototaxistas, motoristas e cooperativas de vans, além de empresas transportadoras de cargas na área do batalhão.
A denúncia foi encaminhada pelo GAECO à 1ª Vara Criminal de Bangu, que expediu 43 mandados de busca e apreensão e 25 mandados de prisão preventiva, dos quais 24 são contra PMs. Até o início da tarde desta segunda-feira, foram presas 22 pessoas, das quais cinco oficiais. Foram apreendidos cerca de R$ 300 mil em espécie. Desse total, R$ 287 mil foram localizados na casa do major Edson Alexandre Pinto de Góes e R$ 33 mil na residência de outro PM que integrava a quadrilha. Documentos que demonstrariam a distribuição da propina foram recolhidos e serão analisados para identificar a ocorrência de lavagem de dinheiro.
Entre os denunciados estão seis oficiais que eram lotados no 14° BPM (Bangu): o ex-comandante coronel Alexandre Fontenelle Ribeiro de Oliveira, atual chefe do Comando de Operações Especiais (COE), e o ex-subcomandante major Carlos Alexandre de Jesus Lucas – ambos lotados atualmente no Comando de Operações Especiais –, os majores Nilton João dos Prazeres Neto (chefe da 3ª Seção) e Edson Alexandre Pinto de Góes (coordenador de Operações), além dos capitães Rodrigo Leitão da Silva (chefe da 1ª Seção) e Walter Colchone Netto (chefe do Serviço de Inteligência). Também são acusados de integrar a quadrilha 18 praças e um civil.
Entre 2012 e o segundo semestre de 2013, os acusados e mais 80 pessoas, entre os quais policiais do 14° BPM, da 34ª DP (Bangu), da Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes contra a Propriedade Imaterial (DRCPIM), além de PMs reformados, praticavam diversos crimes de concussão (extorsão cometida por servidor público) na área de atuação do 14° BPM.
A quadrilha exigia propinas que variavam entre R$ 30 e R$ 2.600 e eram cobradas diária, semanal ou mensalmente, como garantia de não reprimir qualquer ação criminosa, seja a atuação de mototaxistas, motoristas de vans e kombis não autorizados, o transporte de cargas em situação irregular ou a venda de produtos piratas no comércio popular de Bangu.
De acordo com a denúncia, baseada em depoimentos de testemunhas, documentos e diálogos telefônicos interceptados com autorização judicial que compõem mais de 20 volumes de inquérito, “o 14° BPM foi transformado em um verdadeiro ‘balcão de negócios’, numa verdadeira ‘sociedade empresária S/A’, em que os ‘lucros’ eram provenientes de arrecadação de propinas por parte de diversas equipes policiais responsáveis pelo policiamento ostensivo, sendo que a principal parte dos ‘lucros’ (propinas) era repassada para a denominada ‘Administração’, ou seja, para os oficiais militares integrantes ‘Estado Maior’, que detinham o controle do 14º BPM, o controle das estratégias, o controle das equipes subalternas e o poder hierárquico”.
Os acusados responderão na 1ª Vara Criminal de Bangu pelo crime de associação criminosa armada, que não consta do Código Penal Militar. A pena é de dois a seis anos de reclusão. Os 24 PMs também poderão ser obrigados a pagar indenização por danos morais à Polícia Militar, pelo dano causado à imagem da corporação. Os integrantes da quadrilha ainda serão responsabilizados pelo Ministério Público pelos diversos crimes de concussão, que serão apurados pela Auditoria de Justiça Militar estadual.
Fonte: MP-RJ
Ao Jornal O DIA, Fábio Galvão, Subsecretário de Inteligência da Secretaria de Estado de Segurança (Seseg), disse que “a tática era endurecer a fiscalização, justamente para que os trabalhadores fossem obrigados a pagar propina. Todos responderão por formação armada de quadrilha e na Justiça Militar pelo crime de concussão e propina”. Sobre a semelhança com a atuação dos acusados e uma milícia o promotor do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), Cláudio Caio Souza disse que “a milícia é um grupo paramilitar. Eles não. Eles agiam fardados e na área de atuação do batalhão”.
Fonte e Foto: Abordagem Policial

13 setembro 2014

BOLSA FORMAÇÃO - CICLO 32 - CURSOS EAD / SENASP / PRONASCI

 



Prezado(a) aluno(a), 

Estão abertas as inscrições para o ciclo 32 dos cursos EAD Senasp. As inscrições terminam no dia 18/09/2014. 

Para fazer sua inscrição, acesse o site www.mj.gov.br e clique em "Inscrições" ou acesse http://ead.senasp.gov.br e, na página de Login, clique em "Acesso a Ficha de Inscrição". 

Atenciosamente, 

Equipe EAD.

                      


Estão abertas as inscrições para o ciclo 32 (trinta e dois) do programa de Cursos de Ensino à Distância da Secretaria Nacional de Segurança Pública (EAD), da SENASP. Acontecerá a partir do dia 12/09 até 18 de Setembro de 2014, em duas etapas:


  1. As inscrições ocorrerão em duas etapas. Na primeira, do dia 12/09 a 15/09/2014, o aluno só pode se inscrever em 01 (um) curso somente.

  1. Na segunda etapa, nos dias 16/09 a 18/08/2014, caso o limite de 200 mil vagas não seja atingido, o aluno já cadastrado, que não tenha se evadido no ciclo anterior, poderá solicitar inscrição em mais um curso, até o limite previsto de 200 mil inscrições.


A Bolsa Formação é um benefício social em que os profissionais de segurança pública que ganhem até de R$ 1.700,00 reais líquidos (mudou a forma de contagem),aliás nenhum policial no Brasil irá mais receber a Bolsa Formação, que já é um programa falido, os cadastrados que tiverem muita sorte passam a perceber uma bolsa no valor de R$ 443,00 mensais durante um ano, prorrogável por mais um. Além disso, o policial não pode ter sido punido disciplinarmente nos últimos cinco anos, nem estar respondendo a processo administrativo.

Para quem quer passar a receber a Bolsa, é fundamental que realize no mínimo 01 (um) dos cursos da rede EAD, além de serem cursos muito úteis no desempenho profissional – faço o curso a mais de dez ciclos seguidos.

Você pode buscar mais informações nos links abaixo:


A Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) abre as inscrições para o Ciclo 30 da Rede de Educação a Distância (EAD), no período de 12/09 a 18 de setembro de 2014. Para esse ciclo, serão disponibilizados três novos cursos: Segurança contra Incêndio e Pânico, Inglês 2, Prevenção da Letalidade em Crianças e Adolescentes. As aulas começam no final de fevereiro, com duração de 40 e de 60 horas.

Os cursos da Rede destinam-se à capacitação continuada dos policiais militares, civis, peritos, bombeiros militares, guardas municipais e servidores do sistema prisional de todo o país. A Rede EAD-Senasp possibilita acesso gratuito à educação continuada, integrada e qualificada. No ciclo anterior, que se encerrou em abril, foram capacitados mais de 100 mil profissionais.

Criada em 2005 pela Senasp, em parceria com a Academia Nacional de Polícia, a Rede Nacional de Educação a Distância –Rede EAD-Senasp é uma escola virtual destinada aos profissionais de segurança pública em todo o Brasil. O objetivo é viabilizar o acesso desses profissionais à capacitação continuada, independentemente de onde estejam.

Os profissionais de Segurança Pública inscrevem-se no próprio ambiente virtual de aprendizagem utilizando a Ficha de Inscrição, disponível nos endereços www.mj.gov.br, ou https://ead.senasp.gov.br. As fichas são avaliadas e homologadas pelos Gestores de EAD após verificação das informações cadastrais.

***
                                               

Neste ciclo, alguns cursos estão com versões atualizadas, e cursos novos foram implementados – Inglês 1, Identificação Veicular 2, Investigação de Estupro e Ocorrências envolvendo Bombas e Explosivos. Clique aqui e faça sua inscrição o quanto antes, as vagas são limitadas!

AVISO IMPORTANTE: Serão disponibilizados cerca de 65 cursos a distância, via internet, lembrando que quem já concluiu um dos cursos poderá inscrever-se em dois neste próximo ciclo, seguindo as orientações do ciclo, até atingirem as 200.000 mil inscrições.

Há e não se esqueçam que depois de concluir um dos cursos oferecidos pela SENASP, você terá que cadastrar-se no ambiente SisFor, para perceber a Bolsa no valor de R$ 443,00 reais e concluído este processo Cadastre seu Requerimento para ser aprovado/homologadofeito isto é só esperar os gestores aprovarem e pronto, seu cartão chegará em sua residência e basta desbloqueá-lo em uma agência da Caixa, criar uma senha, observar e agendar as datas de pagamento.

As inscrições ocorrerão em duas etapas. Na primeira, do dia 12/09 a 15/09, o aluno só poderá se inscrever em um curso. Na segunda etapa, nos dias 16/09 e 18/9, caso o limite de 200 mil vagas, das quais 140.000 são destinadas a inscrições individuais e 60.000 para inscrições institucionais para a COPA 2014, não seja atingido, o aluno já cadastrado, que não tenha evadido no ciclo anterior, poderá solicitar inscrição em mais um curso, até o limite previsto de 140 mil inscrições individuais.


Atenção! A partir deste ciclo, os cursos estão disponíveis de acordo com a instituição/órgão a que pertence o aluno.

Os cursos IDV1, EPH1, MVV/MVVVA e VCP/VCPVA foram atualizados e receberam novas siglas: IDV1VA, EPH1VA, AMSV e VCPVN, respectivamente. Os alunos que já fizeram estes cursos em ciclos anteriores não precisam fazê-los novamente.

O curso Busca e Apreensão (BEA) foi atualizado e divido em dois cursos de 40hs (BEA1 e BEA2). O aluno que já concluiu BEA na versão antiga, com 16 módulos, não precisa fazer os cursos BEA1 e BEA2.

Novos Cursos - Prevenção da Letalidade de Crianças e Adolescentes - PLTCA e Segurança Contra Incêndio - SEGCI .


Esclarecimentos de dúvidas sobre o processo de inscrições devem ser obtidos através dos Tutores Masters cujos endereços se encontram na página do Ministério da Justiça -www.mj.gov.br - no link Telecentros.


Quer saber mais sobre o PRONASCI, clica no link e veja o que a Presidenta da República, Dilma Rousseff e o Ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo fizeram, com este programa que está falido em decadência.

O curso Busca e Apreensão de 60hs (BEA) foi atualizado e divido em dois cursos de 40hs (BEA1 e BEA2). O aluno que já concluiu BEA na versão antiga, com 16 módulos, não precisa fazer os cursos BEA1 e BEA2. 

Esclarecimentos de dúvidas sobre o processo de inscrições devem ser obtidos através dos Tutores Masters cujos endereços se encontram na página do Ministério da Justiça - www.mj.gov.br/ead - no link Telecentros.

Aulas de 40Hs: De 07/10/2014 até 11/11/2014

Aulas de 60Hs: De 07/10/2014 até 18/11/2014

Fonte e Foto: Blog do Leão
Copyright © 2014 Blog do Leão