02 maio 2009

PM Prende Acusados de Furto

Policiais Militares da 4ª CIPM deram um desfecho aos constantes furtos ocorridos na cidade durante o mês de Abril. A equipe do Serviço Reservado e equipe Tática da PM trabalharam incansavelmente na investigação, para colocar atrás das grades os verdadeiros “ladrões da madrugada”, termo utilizado para classificar os meliantes.

O conhecimento dos autores dos furtos se deu por volta das 12h00min do dia 1° maio de 2009, quando os Policiais descobriram o esconderijo do principal acusado de promover vários furtos pela cidade de Humaitá-Am. Tratava-se do cidadão infrator Remesson Ribeiro da Costa, 22 anos, vulgo “Da Noite”, residente no bairro São Domingos Sávio, alcunha dada por ele agir durante o período da noite sem que ninguém percebesse. O furto mais ousado foi na residência de uma professora da Universidade Federal do Amazonas – UFAM, onde o acusado juntamente com outros comparsas fizeram uma varredura em todos os moveis e objetos da casa.

Foi encontrado na casa de "Remesson", vários objetos provenientes de furtos de diversos locais, tais como: 02 (dois) televisores de 21”, Aparelho de Ar-condicionado, Aparelho DVD, Forno microondas, Álbuns de fotografia, Cama de solteiro com colchão, Ferro de passar roupa, Espelho, Mesa de jantar com as cadeiras, Máquina de lavar, Várias peças de roupas, Tênis, Relógios, Bijuterias, Criado-mudo, 02 (duas) Botijas de gás, Cortinas, Pratos, Talheres, Sexto de lixo, Jogo de panelas, Ventilador e Racho.

A ousadia de REMESSON era tamanha, que ele declarou a equipe do serviço reservado, “que não levou a geladeira, pois, era muito pesada”. A prisão do acusado se deu quando no dia 28.04.09 a equipe de investigação prendeu Clairton Ferreira Amaral, 23 anos, vulgo “Quirino” onde este vendeu um Notebook de 14” polegadas, furtado da loja Trevisan pela quantia irrisória de R$ 300,00. “Quirino” declarou que não iria ser preso sozinho e decidiu abrir o jogo informando seus comparsas. As investigações e a recuperação de outros objetos continuarão, pois, a PM já tem os locais onde estes foram vendidos.

O comandante da 4ª CIPM – Capitão Gioia, declarou que a população mantenha-se em alerta e que não comprem produtos de terceiros sem nota fiscal, ou sem saber a procedência dos mesmos, pois poderá configurar no crime de Receptação. Continuem denunciando, via 190 (emergência), (97) 8121-0285.
Fonte: Assessoria de Comunicação da PM de Humaitá-Am