08 fevereiro 2010

Detento comandava tráfico e planejava morte de PMs com ajuda de celular

Por Romilson de Azevedo

Por volta das 20 hs de sábado (6), o coordenador de Segurança da Unidade Prisional de Humaitá foi informado pela equipe do serviço reservado da Polícia Militar de Humaitá sobre a possibilidade do uso de um aparelho de celular por um dos detentos do presídio.

Diante dessas informações realizou-se uma revista e foi constatado a posse de 01 aparelho celular com o detento Fágner Martins de Almeida, vulgo “Eré", escondido dentro da cueca.

O flagrante veio confirmar a investigação que o serviço reservado da PM vinha realizando a cerca de 1 mês, embasada em revelações realizadas via disque denúncia. Blog do Leão no Twitter.

De acordo com a Policia Militar o aparelho estava escondido dentro de um buraco feito na parede da cela e estava camuflado com sabão e pintado com tinta usada na confecção de artesanato. Para a PM, “Eré” vinha comandando o tráfico de dentro do presídio e com a ajuda do aparelho estava planejando a morte de integrantes da Polícia Militar que com suas investigações atrapalhavam suas transações de vendas de entorpecentes.

Fágner Martins que é considerado pela justiça um indivíduo de alta periculosidade e que cumpre pena de 10 anos de reclusão em regime fechado por tráfico de drogas, alegou que o aparelho pertencia a um detento fugitivo e que o celular estava em seu poder fazia cerca de 3 meses.

A Polícia Militar informou que Fágner já é bastante conhecido no mundo da criminalidade, é ex-presidiário e que na última prisão realizada estava tentando despachar drogas para a cidade de Lábrea-AM e que os seus contatos fora da Unidade Prisional já estão sendo investigados.

A PM de Humaitá precisa do apoio da sociedade para continuar realizando de forma efetiva o seu trabalho por isso denuncie através dos números do disk denúncia: 190 – (97) 8111-1110, não precisa se identificar.

Fonte: Jornal O Curumim
Foto: PM de Humaitá-Am