24 fevereiro 2010

Se a PEC/300 não for aprovada, PM's e Bombeiros ameaçam parar


Por Síntia Maciel

A Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros ameaçam parar as suas atividades em todo o País, no próximo dia 3, caso a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 300/08, não seja votada na Câmara dos Deputados, no dia 2 de março. De autoria do deputado federal Arnaldo Faria de Sá (PTB/SP), a PEC 300/08 estabelece como valor-referência  da categoria, nos 26 Estados, o salário inicial dos praças do Distrito Federal, que equivale a R$ 4,5 mil.

O benefício também se estende aos militares e bombeiros inativos. Uma comitiva de policiais e bombeiros  do Amazonas segue no próximo dia 1º para Brasília, para acompanhar a votação. “A nossa idéia é deixar os policiais e bombeiros mobilizados aqui no Estado. Caso seja necessário, eles paralisam as atividades. Esta é uma forma que encontramos para pressionar a votação da PEC/300”, declara o presidente da Associação dos Subtenentes e Sargentos da Polícia e Bombeiros Militares do Amazonas (ASSPBMAM), sargento Francisco Pereira.

Uma reunião entre os dirigentes das demais entidades representativas dos militares - cabos e soldados, oficiais e inativos -, está prevista para ocorrer amanhã (25), na sede da ASSPBMAM, no bairro de Flores, Zona Centro-Sul. “A expectativa pela aprovação da PEC 300 é muito grande”, salienta o militar.
 
De acordo com ele, um militar de baixa graduação em início de carreira ganha em torno de R$ 1.400,00. Tal valor só aumenta caso o militar resolva trabalhar nos dias de folga, pois recebe a Gratificação de Trabalho Extra (GTE), o que faz com que os vencimentos passem para R$ 1.800,00. 
 
Vencimentos
Pela nova proposta da PEC 300/08, o piso salarial para policiais militares e bombeiros é de R$ 4,5 mil - em início de carreira para os praças e para os Aspirantes - oficiais em início de carreira- passariam a receber R$ 9 mil, com base no salário pago aos PMs e oficiais do Distrito Federal. Os coroneis do Distrito Federal ganham salário de R$ 15,3 mil mensais.
Fonte: Jornal A Crítica
Imagem: Blog Polícia Presente