05 maio 2010

Discussão da PM, PC e BM com o Governo do Amazonas

Ultimamente temos observado as freqüentes lutas por melhorias salariais, realizadas pelas classes e associações das PM’s, PC’s e BM’s do estado do Amazonas, onde são veiculadas notícias demasiadas em sites, jornais e blogs e afins com trocas de acusações, reclamações, promessas, ameaças e tal. 

Não concordamos com o modo que é criado a incitação, descambando para a bederna dentro da Corporação, isto cria insatisfação por parte do governo, temos que ter uma equipe que elabore um planejamento para negociar o reajuste salarial, promoções, redução da carga horária, questões de saúde, educação, alimentação, combustível, reformulação das leis, decretos e regulamentos internos.

Cogita-se através de burburinhos no submundo da PMAM, sobre paralisações, greve branca, tolerância zero, movimentos como o polícia legal e por ai vai só que não se esqueçam que não somos unidos, que muitos não sabem porque e nem pra que reinvidicar direitos, alguns nem sabem que têm direitos, outros deixam para os demais brigarem, alguns contentam-se com pouco, fulanos se calam com promoções, ciclanos se deixam influenciar por promessas, beltranos fazem bicos, etc.

Gente pelo amor de Deus seremos sede da Copa de 2014, sede dos Jogos Ibero Americanos, temos a maior metróple da região Norte (Manaus), temos autonomia para sentar à mesa com o governo e discutir de igual para igual, nossa briosa PMAM no auge de seus 173 anos, ainda quer caminhar para o atraso, impedindo de seus combatentes de estudar, chega de greve, chega de paralização, cadê nosso respeito com o povo, por insatisfação as falsas promessas do governo não devemos virar as costas para sociedade, seu pai, irmão, mãe, amigos precisam de vocês diuturnamente, será que deixaremos o Amazonas tornar-se um Rio de Janeiro (caos, milícias, traficantes, homicídios, assaltos, etc). 
  
Devemos lutar por melhorias sim, mas dignamente, sem apelos e ameaças. João Batista em trecho bíblico, disse aos soldados: “A ninguém trateis mal, nem defraudeis, e contentai-vos com o vosso soldo” – Lucas 3:14. 

Devemos exigir a aprovação da PEC 21/2005 (unificação das polícias), reformulação da Lei 3.484/2010 (promoção da PMAM) com redução do tempo de serviço para promoção, juntar forças pela aglutinativa das PEC’s 300/2008 e 446/2009, exigir na pauta da Câmara Federal pela PEC 423/2009 (plano de carreira das praças), devemos acabar na PMAM com violência e a corrupção, cobrar um adicional de periculosidade, ter curso superior para exigir bons sálarios na Lei 6.329/2009, cobrar o projeto de lei PL 5.799/2009 (redução da carga horária), ficar de olho nas bolsas Copa, Olímpica e Formação.

Dizemos sempre que um policial qualificado precisa de uma boa educação, formação continuada, melhor salário e a corporação precisa ser transparente e fiscalizada pela sociedade. Valorizem as diretrizes da CONSEG, do SUSP, da OPB. Até o momento não há entendimento entre as partes da base do governo e os representantes da PMAM.

Fonte: Assessoria da 4ª CIPM
Foto: Site da PMAM