23 janeiro 2011

PM apreende Crack em Humaitá-AM

De acordo com o relatório de ocorrências da 4ª Companhia Independente de Polícia Militar (4ª CIPM) de Humaitá-AM, aconteceram na quinta-feira (21/01) duas abordagens que culminaram com a apreensão de 124 trouxinhas de entorpecentes, provavelmente crack, e, na detenção em flagrante de dois indivíduos que no momento da ação policial encontravam-se em poder da droga apreendida. 

O primeiro caso teve desfecho quando uma guarnição com cerca de 9 policiais militares, comandados pelo Aspirante Prestes, que atualmente responde pelo Comando da 4ª CIPM, averiguavam a região do bairro de Nossa Senhora do Carmo (Olária) e encontraram Auro Ferreira Alves, 19 anos, vulgo “Gordinho” que acompanhado de um comparsa conhecido como “Labreano” confeccionavam trouxinhas de entorpecentes, provavelmente “crack”. 

Ao fazer o cerco no local suspeito, a guarnição deteve apenas “Gordinho”, vindo perder de vista “Labreano”, que empreendeu fuga e deixou seu comparsa no flagrante. Junto com Auro a guarnição apreendeu 90 (noventa) trouxinhas de substância entorpecente, 01 (uma) colher, 01 (uma) tesoura, 02 (dois) carretéis de linhas e 01 (um) prato. Diante da evidência dos fatos o infrator foi conduzido até a 8ª Delegacia Regional de Polícia Civil (8ª DRPC), onde foi apresentado com sua integridade física e moral preservadas. 

Cerca de meia hora depois, a mesma guarnição seguia pela Rua Gaúcha, bairro de São Francisco, quando avistaram três cidadãos próximos a um depósito de lixo. De acordo com o Boletim Único de Ocorrência (BUO) quando a viatura policial adentrou o beco que dava acesso aos suspeitos, policiais perceberam que um dos indivíduos tentou se desfazer de um pacote que tinha na mão. 

Conforme o BOU tratava-se de Richarlison Alves de Oliveira, 18 anos, que ao ser abordado e revistado pelos policiais portava a quantia de R$ 75,00 (setenta e cinco reais) e 01 (um) aparelho celular. Com a fuga dos outros dois suspeitos, a guarnição realizou buscas pelo local e encontrou em meio ao lixo um pacote contendo 34 (trinta e quatro) trouxinhas de substância entorpecente, possivelmente “crack”. O menor foi conduzido até a 8ª DRPC com sua integridade física e moral preservadas.

Fonte e Foto: Jornal O Curumim