10 fevereiro 2011

Operação Apreende 8 Carretas de Madeira Ilegal em Humaitá-AM


Humaitá-AM. No último dia 08 do corrente, foi realizada uma Mega Operação conjunta, realizada por Policiais Ambientais da 4ª CIPM de Humaitá-AM e do Batalhão Ambiental de Manaus-AM em parceria com a SEFAZ-AM, que resultou na apreensão de 08 (oito) carretas tipo bitrem carregadas de Madeira de várias espécies, que estavam sendo transportadas de forma ilegal, e eram oriundas do Distrito de Santo Antônio do Matupi, Km-180 da BR-230 Transamazônica.

O desenrolar da ação iniciou-se na madrugada de terça-feira (08), quando uma das carretas tentou passar pelo Posto de Fiscalização da SEFAZ-AM, na altura do Km-08 da BR-319, no sentido Humaitá-AM/Porto Velho-RO, onde os servidores de plantão após consulta da nota fiscal no sistema constatou irregularidades, sendo a mesma falsificada, inclusive o DOF (Documento de Origem Florestal), este documento é indispensável para acompanhamento da carga.

A partir daí iniciou-se uma verdadeira caçada por carretas que segundo investigações encontravam-se espalhadas e paradas por diversas ruas da cidade de Humaitá-AM, esperando um momento certo para saírem da cidade com a madeira ilegal, e foram identificadas pela equipe, mais 07 (sete) carretas sem nenhuma documentação obrigatória de cobertura para o transporte.

Um dos responsáveis por parte do carregamento foi identificado por Sideomar Pinheiro Resende, morador da cidade de Ariquemes-RO, que informou ter comprado a madeira em diversas Madeireiras no Distrito de Santo Antônio do Matupí, Km-180 da BR-230, pertencente ao município de Manicoré-AM. 

Todas as carretas com cerca de 240 m³ (duzentos e quarenta metros cúbicos) de madeira foram encaminhadas a gerência do IBAMA (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais e Renováveis) em Humaitá-AM, para os procedimentos de autuação e apreensão da madeira e o responsável pelo carregamento foi apresentado na 8ª DRPC (Delegacia Regional de Polícia Civil), onde foi feito os procedimentos de TCO (Termo Circunstanciado de Ocorrência), pelo Delegado Titular, em seguida parte da madeira apreendida foi encaminhada ao Exército Brasileiro (54º BIS) e outra parte a prefeitura de Humaitá-AM.

Fonte e Foto: Assessoria da 4ª CIPM