02 fevereiro 2011

PEC 300 - Últimas Notícias


Por Danillo Ferreira
Com a posse dos novos deputados federais brasileiros, a Proposta de Emenda Constitucional de número 300, a PEC 300, que estabelece o piso salarial nacional para policiais e bombeiros brasileiros, começa a ser comentada novamente nas redes  de discussões policiais, e já existe um planejamento de manifestações em favor da medida nas 14 capitais brasileiras que sediarão os jogos da Copa do Mundo. A primeira foi Fortaleza:
4 mil pessoas participaram da caminhada em prol de melhoria salarial para policiais civis, PMs e bombeiros. A concentração teve início no Aterro da Praia de Iracema e seguiu pela Beira-Mar
Os deputados federais Eudes Xavier e Raimundo Gomes de Matos, além do deputado estadual Delegado Cavalcante, e o vereador Leozinho, subiram nos trios elétricos para proferir rápidos discursos em favor das categorias. A presidente do Sindicato dos Policiais Civis do Ceará (Sinpoci), Inês Romero Lima, ressaltou a união das classes policiais para que a campanha seja vitoriosa. “Precisamos unir nossas forças e obter o apoio da sociedade”, afirmou o subtenente Pedro Queiroz, presidente da Associação dos Praças da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará (Aspramece).
Fortaleza foi escolhida para sediar a primeira manifestação pró-PEC 300 em 2011 por ser uma das capitais nordestinas que sediarão a Copa do Mundo de Futebol, em 2014. Outras cidades onde ocorrerá o evento farão atos semelhantes nas próximas semanas.
O interessante é que a PEC 300 está surgindo na mídia de maneira espontânea. O G1, site de notícias da Rede Globo, fez um levantamento com os 513 deputados que assumiram seus mandatos, questionando suas opiniões sobre 13 temas, entre eles, a PEC 300. Vejam o que disseram os parlamentares ao responder à pergunta “É a favor da definição de piso nacional para policiais civis, militares e bombeiros?”:
Além disso, o Instituto FSB Pesquisa fez uma consulta aos deputados em relação a quais temas deveriam ser prioritários no primeiro semestre de 2011. A PEC 300 foi uma das mais citadas entre os políticos.

A intenções do Governo Federal de boicotar a PEC 300 já foram explicitadas, desde o Governo Lula. É preciso que os policiais e bombeiros brasileiros atuem no máximo de frentes possíveis (manifestações, reuniões, assembléias, produção de material etc) no sentido de pressionar os políticos para que a PEC seja aprovada. É a dignidade do trabalhador de segurança pública brasileira que está em jogo…

Fonte e Foto: Blog Abordagem Policial