29 abril 2011

Deputado pede retirada dos Militares da Penitenciaria de Humaitá-AM


Humaitá-AM (Jerson Aranha)


O presidente da Comissão de Segurança Pública da Assembléia Legislativa do Estado, deputado, encaminhará relatório ao coronel Almir David, comandante da Polícia Militar do Amazonas pedindo a retirada dos policiais militares que atuam na guarda externa da Unidade Prisional de Humaitá “João Lucena Leite”.

As denuncias contidas no relatório do deputado vão da inexistência de agente penitenciário até a falta de material de higiene pessoal.

No interior do presidio a situação é ainda pior, como denuncia o presidente da Comissão. De acordo com ele, além de não existir um agente penitenciário os policiais são obrigados a tirar serviço sob sol e chuva por falta de um local coberto e adequado.

“A idéia de elaborar esse documento é para mostrar ao Governo do Estado e a população as reais condições de trabalho as quais policiais são submetidos. Esperamos que haja uma solução em tempo hábil para que possamos realizar um trabalho de maior qualidade e eficiência”, comentou.

O relatório denuncia também que na penitenciária não há um local adequado para os policiais tomar banho e realizar as necessidades fisiológicas além de faltar constantemente materiais de higiene pessoal. Um cubiculo oferecido para o descanso não tem a mínima estrutura, motivo pelo qual encaminhará fotos e videos que rebustarão a denuncia que compõem o relatório do deputado.

Ele enumerou uma serie de irregularidades e a precariedade estrutural do presídio de Humaitá que são apontados em seu relatório que está sendo concluido para ser encaminhado ao governador Omar Aziz (PSD), presidente da Assembléia Legislativa, deputado Ricardo Nicolau (PRP), Secretário de Justiça, Dr. Lélio Lauria e ao Cel. Almir Davi para que tome conhecimento da situação.

Fonte: Assessoria Imprensa - Deputado