22 fevereiro 2013

Polícia Federal do Piauí, prende Silomar (Lima) com 25 quilos de Droga e Armas


A Polícia Federal no Piauí prendeu na manhã do ultimo dia 06 de fevereiro, em um hotel da capital Teresina, Silomar Aparecido Alves de Lima, 45 anos, conhecido em Humaitá como "Lima". Ele estava de posse de duas pistolas sendo uma delas importada, de calibre restrito ao uso das forças armadas e polícia federal.

Uma denúncia de que um veículo (Mistubishi L-200) teria entrado em Teresina, vindo da região no norte do país, portando drogas e armas, levou a Polícia Federal a prisão do acusado. A ação aconteceu na BR-343, próximo ao bairro Redenção. O preso afirmou estar chegando do estado do Amazonas para entregar a droga a desconhecido em Teresina-PI.

Durante revistas no veículo Mistubishi L-200, placas MZX-3859, e após confissão do próprio preso, foi localizada munição de calibre 380 e 9mm, bem como vários pacotes de cocaína, totalizando aproximadamente 25 (vinte e cinco) quilogramas de cocaína.

Segundo declarações do próprio preso, o transporte da droga renderia ao mesmo a importância de R$ 25 mil (vinte cinco mil reais). O preso não indicou a origem ou o destinatário da droga.

O preso foi encaminhado para a Casa de Custódia de Teresina, onde permanece a disposição do Juiz titular da 7ª Vara Criminal da Capital.

A prisão faz parte da estratégia da Polícia Federal no Piauí em reduzir a oferta de drogas e armas de fogo para os centros urbanos, reforçando a atividade rotineira de repressão ao tráfico internacional e interestadual promovido coordenadamente pela Polícia Judiciária da União.

O chefe da delegacia de repressão a entorpecentes, delegado Carlos Alberto Nascimento, afirmou que os agentes federais chegaram a deter a mulher de Silomar Aparecido Alves de Lima, mas depois ela foi libertada por que, aparentemente, não sabia que o marido estava a cocaína. Segundo ele, a PF recebeu a noticia de ocorrência de assaltos no Maranhão, e um dos responsáveis por estes assaltos, estava fugindo para o Piauí com as armas usadas no tiroteio. O delegado Carlos Alberto informou que os policias federais fizeram o trabalhado de prospecção na rodovia BR-343 e durante a abordagem foi percebido que Silomar Aparecido estava com uma arma, na verdade duas pistolas: uma arma de elite alemã, restrito às forças armadas, uma 9mm HK, e uma pistola Taurus 380. 

Nascimento informou que no período do carnaval a polícia federa tem uma ação mais intensa de fiscalização dos veículos para combater o tráfico de drogas, e que durante a abordagem, Silomar Aparecido estava com um veículo de placa de Porto Velho (RO), e na busca feita no carro, foram encontradas armas, munição, e atrás do banco traseiro, foram encontrados os 25 quilos de cocaína. O delegado disse que, segundo Silomar, a droga seria realmente trazida para Teresina, faria contato com uma pessoa para receber a droga no hotel onde estava hospedado. “ele disse que a pessoa contatada iria pegar a droga e as armas”, falou o delegado Carlos Alberto, que explicou que Silomar foi indiciado por tráfico de drogas e de armas. Ele ressaltou que as armas são de grande poder ofensivo.

Agora, a Polícia Federal vai investigar se as armas apreendidas tem ligação com os assaltos feitos anteriormente. Silomar Aparecido recebeu as armas de uma pessoa que não sabe identificar, iria receber R$ 25 mil pelo transporte da droga e das armas. A droga estava dividida em pacotes de aproximadamente 1kg.

Silomar Aparecido já tinha prisões e passagens pela polícia acusado de participação em assaltos. Ele respondia processos por prisões feitas pela Polícia Federal no Amazonas, durante assalto. 


Vale ressaltar que este cidadão foi candidato a vice-prefeito de Humaitá-AM, no ano de 2008 pelo PT (grifo nosso).

Fonte: maionorte.com / O Curumim