31 julho 2013

Tentativa de Assalto a um carro forte na BR-319 Sentido Humaitá-AM a Porto Velho-RO

Foto meramente ilustrativa.
Foto meramente ilustrativa.
Uma tentativa de assalto a um carro forte ocorrido na manhã desta segunda-feira (29/07) na BR-319 foi frustrada pela atenção da equipe de seguranças que conduzia valores no veículo, uma quadrilha especializada de assaltantes fortemente armados com fuzis de grosso calibre fizeram duas barreiras ao longo da estrada no trecho que liga Humaitá a Porto Velho capital de Rondônia. Segundo relatos de motoristas e testemunhas os assaltantes estavam em dois veículos na ação, vestidos de preto com coletes a prova de bala, supostamente disfarçados de policiais federais. 


Segundo informações colhidas em meio popular os assaltantes chegaram até o local em um veículo modelo “PAJERO” de cor preta de placa ainda não identificado,, supostamente roubado em Porto Velho, com informações sobre a vinda do veículo carro forte, para efetuarem um assalto com características de profissionais, o que não chegou a acontecer por muito pouco. Os assaltantes disfarçados de policiais federais montaram uma barreira, nas imediações do km 80 próximos a torre da EMBRATEL onde abordavam outros carros, de forma tranquila, chegando até mesmo a liberarem vários veículos pequenos sem levarem suspeita dos que passava pela rodovia. 


Os “policiais federais” pararam uma carreta que transportava frios, para uma distribuidora de frangos do município, um dos bandidos entrou no veículo, disse que, o carreteiro ficasse tranquilo, que nada de ruim iria acontecer com o mesmo desde que, colaborasse com os assaltantes, cedendo a carreta para bloquear a passagem de retorno do carro forte caso fosse necessário no assalto. O motorista, nervoso e sentindo-se ameaçado, não esboçou reação contrária, e para garantir sua vida, ficou a disposição dos marginais que, já estavam com outro caminhão preparado em sentido contrário alguns quilômetros a frente, prontos para impedir o carro forte de seguir viagem em direção a Humaitá. 


O carro forte passou da carreta que logo em seguida seguiu atrás do mesmo, para tentar bloqueá-lo caso fosse necessário. O que os assaltantes não esperavam era que a carreta de frios quebrasse o hidráulico de freio e travasse sua ida de encontro a carro forte que, ao perceber as intenções dos assaltantes manobrou rapidamente de volta a Porto Velho, e seriam trancados pela carreta que ao quebrar não pode fazer a manobra para fechar a volta do carro forte. Os assaltantes ainda fuzilaram o carro forte mais não conseguiram impedir sua fuga naquele momento, Os assaltantes chateados pelo insucesso de suas ações fuzilaram cinco pneus da carreta, fugindo logo em seguida. O carreteiro disse que os elementos não o ameaçaram de morte por verificar que, a falha foi mecânica o que impossibilitou o sucesso do assalto. 

A policia militar e civil foi acionadas em direção ao local do assalto, porém não conseguiram capturar nenhum elemento suspeito até o momento. A polícia encontrou os veículos utilizados pelos assaltantes um abandonado e outro queimando em uma vicinal. 

Nossa redação esteve no local do assalto e observou que os cones utilizados no assalto são os mesmos que, estavam sinalizando a ruptura de um bueiro no KM 30 próximo a outra torre da EMBRATEL, portanto os assaltantes estavam em duas equipes uma indo de Humaitá a Porto Velho e outra voltando de Porto Velho a Humaitá. Até o momento a polícia não obteve êxito nas investigações, porém as buscas continuam.


Fonte e Foto: A Crítica de Humaitá