05 agosto 2013

Ezequiel Galdino Ramos - Ex-PMRO Acusado de Duplo Homicídio está Foragido

Do Episódio da Fuga

O ex-PMRO Ezequiel Galdino Ramos, 30 anos, acusado do duplo homicídio que chocou a cidade de Humaitá-AM na madrugada de domingo (06/05/2012), onde efetuou cerca de seis disparos de arma de fogo na Rua K e nas proximidades, no bairro de São Cristóvão, próximo ao Clube Municipal, encontra-se FORAGIDO DA JUSTIÇA

A fuga (evasão) aconteceu no dia 16/07/2013, por volta das 20h00min da Guarda do quartel do Batalhão de Guardas (Presídio Militar) da PMAM em Manaus-AM, onde encontrava-se provisoriamente custodiado pela prática dos crimes de duplo homicídio qualificado e porte ilegal de arma de fogo de uso restrito, tal evasão só foi percebida após a contagem de custodiados. 

Especula-se que populares e vítimas de ameaças em Humaitá-AM, relataram a Polícia que o ex-PM foragido encontra-se escondido na cidade, mas as Polícias Civil e Militar estão realizando diligências no intuito de averiguar a veracidade das informações e a possível captura deste foragido de alta periculosidade.     

Dos Fatos Anteriores

Ezequiel Galdino Ramos ceifou a vida de Ivanilda de Oliveira Souza, 22 anos, conhecida como “Sabrina” e de Vílson José Garcia, 27 anos, Cabo do Exército (54º BIS), ambos foram jogados numa vala, na boca de um bueiro, com perfurações de bala pelo corpo. Em seguida foi preso armado com a pistola , com a numeração raspada, contendo 10 munições, e o carona, Claudenílson Rodrigues Meirelles, 22 anos, este armado com um revólver calibre 38, contendo 6 munições, todas intactas.   

Ivanilda era ex-namorada do Policial Militar de Rondônia, Ezequiel Galdino Ramos, sendo que o mesmo fora visto na cidade, rondando nas proximidades da residência da vítima. E descobriram que tal PM já havia cometido outros homicídios em Rondônia, e inclusive, em Humaitá há três anos, quando na ocasião matou a tiros Elder Rocha dos Santos, de 18 anos, e feriu José Henrique Ferreira de Oliveira, 22 anos, irmão de “Sabrina”, depois de seguir um ônibus de Porto Velho-RO até Humaitá-AM, quando na saída dos dois passageiros efetuou os disparos. 

Os mesmos receberam voz de prisão, e Ezequiel Galdino acabou confessando a autoria do crime, sendo Claudenílson o seu comparsa. Cogita-se que a causa do crime tenha sido ciúmes. Ambos foram conduzidos à 8ª Delegacia Interativa de Humaitá e em seguida ficou preso no 54º BIS e posteriormente transferido para Manaus. 


Expulsão da PMRO

O soldado Ezequiel Galdino Ramos, 30, foi considerado culpado pela Comissão Processante criada pela Polícia Militar que investigou o envolvimento do policial em um duplo homicídio ocorrido em maio do ano passado, na cidade de Humaitá (AM). A sentença é administrativa e independe da decisão da Justiça Comum, onde o policial também reponde pelo crime. 

A Comissão chegou a conclusão que o soldado incidiu em transgressões disciplinares previstas no Estatuto dos Policiais Militares do Estado de Rondônia como desrespeito a dignidade da pessoa humana, e falta de zelo pelo nome da Polícia Militar. No relatório publicado esta semana no Diário Oficial do Estado a Comissão diz que o policial “não reúne condições de permanecer na Corporação”.


A Operação "Las Vegas" em Rondônia prende quadrilha de PMs, entre eles, dois ex-moradores de Humaitá-AM e o autor do duplo homicídio do último domingo (06/05).

A Polícia Civil de Rondônia, através da "Operação Las Vegas", prendeu ontem (09/05), uma quadrilha de empresários e policiais militares, envolvidos diretamente em diversos crimes no estado vizinho e possivelmente em Humaitá-AM. 

Fazem parte da quadrilha 09 (nove) policiais militares de Porto Velho-RO, entre eles, dois ex-moradores de Humaitá-AM, os policiais militares, Marclei Campos Gomes (crimes de jogatina e tráfico de armas) e Euzébio Queiroz de Souza (crimes de jogatina e tráfico de armas) e o autor do duplo homicídio praticado no domingo (06/05) em Humaitá-AM o PM Ezequiel Galdino Ramos (roubo, homicídios e seqüestro), o que reforça ainda mais as suspeitas de tratar-se de um criminoso de alta periculosidade. Muita coisa ainda virá à tona ! 

Veja a reportagem no site do jornal "Rondônia Ao Vivo" e verão logo abaixo as fotos dos policiais envolvidos. Clica Aqui e Leia.

Outros Crimes

Ezequiel Galdino também respondia por mais dois homicídios em Porto Velho, ele teve participação direta nas mortes de Paulo Sérgio Mourão, o Magu, 42 anos, e de José Henrique Pinto da Silva, o Canela, 19, ele matou José com nove disparos e Paulo Sérgio com outros três, por esta extensa ficha criminal o ex-PM de Rondônia ainda não havia enfrentado os rigores da lei, porém agora, após mais esta barbárie ele deverá encontrar-se definitivamente com a justiça que tardou e falhou em deixar o militar solto nas ruas.

Fonte e Foto: Seção de Comunicação Blog do Leão