14 outubro 2013

Deputadoesaprova interferência de políticos nas atividades de policiais militares

Um deputado durante o Pequeno Expediente da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), nesta quarta-feira (09/10), criticou a interferência de prefeitos e vereadores na Polícia Militar, não deixando que “policiais realizem o trabalho sério e decente para o qual são contratados e o povo espera”, argumentou.
Um dia desses um mototaxista sofreu um acidente e foi bastante atingido, e, no instante em que estava sendo socorrido pela polícia, chegou um vereador que queria porque queria levar a vítima para o Pronto Socorro usando uma pick-up. Como o transporte poderia causar sequelas maiores à vítima, um policial militar não deixou. Resultado: foi transferido no dia seguinte para outra localidade a pedido do vereador”, relatou Maciel, ao pedir ao comandante da Polícia Militar do Amazonas, coronel Almir Davi, para não permitir situações como essas.


Para o deputado, esses políticos deveriam cumprir seus deveres e direitos, “e não ficarem interferindo no trabalho da polícia”. O parlamentar afirmou que em apenas 15 dias uma parcela considerável de policiais militares foi transferida para Manaus ou outros municípios, simplesmente porque desagradou a alguns prefeitos e vereadores.


Isso está completamente errado, porque o trabalho do policial deve ser realizado sem perseguições políticas. Quando o policial não faz seu trabalho é taxado de omisso, e quando o faz, é taxado de perseguidor”, frisou.

Fonte e Foto: Blog do Deputado